Páginas

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Náuseas II

Estou como Antoine Roquetine...vagando com conversas fúteis do nada para o nada, procuro aventuras num tempo que não existe, estou em desordem no tempo vazio...
sinto nojo de sentir o gosto , enjoo do marasmo do tempo...
to tic tac do relógio...do tempo que não é este tempo, mas um outro tempo suterfugiado aos sensíveis amantes do erotismo, da droga que empregina o corpo, sinto náusea do beijo...nausea do seu pau entrando na minha boceta, no meu rabo...o desejo já se foi....a nostalgia ficou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário