Páginas

terça-feira, 1 de junho de 2010

Aos dias próprios

Nos dias próprios tudo pesa mais. Estabelecem-se recordes de passos com a maior velocidade. Os dias próprios são os mais sustentáveis por essa extrema lentidão, que leva à economia energética e a certa caricatura do espírito. São dias inúteis para desdramatizar, já que se levam tão a sério, sempre vendo o mundo em primeira pessoa. Coladas a si próprio, afogam-se todas as experiências vividas. 
Os dias próprios aplicam o excesso de vida em tempo real. Minutos próprios tornam as horas douradas, até a chegada das chuvas.

Cor

Cores queriam ser apenas o que eram, cores...
Alguém as pegaram e colocaram num vaso de jardim,
pois alguém queria apenas árvores de cores...
As cores nascem em vaso?