Páginas

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Medo I

"Todas as ciências falam do medo: o homem ao tornar-se consciente, ascende à condição de animal que conhece, como nenhum outro, sua inviabilidade biológica. Seja no ambiente externo onde se move sob a ameaça da lógica implacável do mundo, seja no espaço interno onde habita sua ruína (a consciência dessa lógica implacável), não há como não perceber a condenação ao fracasso fisiológico final."

Nenhum comentário:

Postar um comentário